Com quem?

O Lar de Infância e Juventude da Obra do Frei Gil – Solar da Sagrada Família preconiza uma intervenção centrada na criança/jovem, numa perspetiva sistémica e multidisciplinar, contando para o efeito, com diferentes, mas indissociáveis equipas de trabalho, com a seguinte orgânica:

Direção Técnica, com formação em serviço social;

Equipa Técnica Permanente, constituída por quatro elementos, um com formação em psicologia, dois com formação em educação social e um em serviço social;

Equipa Técnica em Consultadoria, constituída por um psiquiatra, e um psicólogo clinico;

Equipa Educativa, constituída por seis elementos, sendo o nível superior de formação académica o 12º ano;

Equipa de Apoio, constituída por seis elementos, sendo o nível superior académico o 9º ano.

 

Paralelamente a ação do LIJ inscreve-se numa ação comunitária integrada e multidimensional contando com diversas parcerias que permitem também uma ação mais concertada junto das crianças/jovens que acolhe.

A importância destas parcerias circunscreve-se no âmbito da nossa intervenção funcionando como catalisador da mesma (empowerment), assumindo-se como agentes de desenvolvimento na cooperação dos objetivos essenciais do próprio LIJ, quer ao nível da concretização do seu plano anual de atividades quer ao nível do apoio direto na superação das dificuldades que vão sendo diagnosticadas.

No que concerne, à implicação dos parceiros nas atividades desenvolvidas anualmente pelo LIJ, podemos mencionar que existe por parte destes (parceiros) uma articulação positiva fomentando os intercâmbios entre as diferentes realidades institucionais de forma a incutir e educar os nossos jovens na necessidade do exercício da cidadania. Nas mesmas, existe também uma política de cedência de alguns espaços ou recursos com vista a prossecução dos nossos objetivos institucionais, facilitando e intervindo positivamente na divulgação junto da comunidade.

Ao nível do apoio direto, materializado no apoio material e financeiro contamos com o trabalho de parceria que implica e se circunscreve ao nível dos próprios objetivos gerais institucionais, em particular na compreensão das dificuldades e na superação das mesmas.

Atualmente dispomos de uma rede de benfeitores e de parceiros, com as quais articulamos naturalmente, e, sem os quais o nosso propósito e missão dificilmente seria alcançado. Conscientes de uma relação de maior proximidade com determinados benfeitores e parceiros, inerente á complexidade da nossa intervenção, decidimos por questões de ética e de valorização igualitária, não procedermos á identificação desta rede de benfeitores e parceiros.