Como fazemos?

O CAFAP é constituído por uma equipa multidisciplinar composta por:

 

1 Técnico de Serviço Social e Coordenadora (100%)

1 Educadora Social (75%)

2 Psicólogas (50% + 50%)

1 Mediadora Familiar (25%)

1 Administrativa (20%)

 

“Os programas abaixo descritos visam a qualificação familiar, nas modalidades de intervenção:

a) A preservação familiar visa prevenir a retirada e manutenção da criança ou do jovem do seu meio natural de vida;

b) A reunificação familiar visa o regresso da criança ou jovem ao seu meio natural de vida ou integração em meio familiar;

c) O ponto de encontro familiar visa a manutenção ou o restabelecimento dos vínculos familiares;” Portaria n.º 139/2013 artigo 8.º

 

 

1. Formação Parental 

 

1.1 “Co-construídos”: programa que tem como objetivo fomentar a aquisição e reforço das competências parentais com vista a uma Parentalidade Positiva e destina-se a Famílias com crianças dos 0-5 anos / Famílias com jovens dos 13-18 anos.

 

1.2 “Em Busca do Tesouro das Famílias”: programa que tem como objetivo Promover competências individuais, parentais e sociais e destina-se a Famílias com crianças dos 6-12 anos.

 

1.3  “O Crescer do Girassol”: programa pretende promover um ambiente de estimulação em contexto domiciliário de forma a ampliar competências nas Famílias com crianças em idade dos 0-6 anos.

 

1.4  “Gira Hábi(TUS)”: programa que pretende promover as competências para o exercício das responsabilidades parentais, sociais e individuais em contexto domiciliário e destina-se a Famílias com crianças/jovens dos 6-18 anos.

 

2. Apoio Psicopedagógico e Social 

 

2.1 “Saber Mais”: programa que pretende desenvolver competências cognitivas e académicas, ampliando os conhecimentos do mundo e as aprendizagens escolares, com vista à integração escolar e destina-se a famílias com jovens do 2º e 3º ciclo, com necessidade educativas especiais.

 

2.2  “Sementes Mágicas”: programa que pretende promovera motivação escolar através da ampliação da autoeficácia e persistência e destina-se a Famílias com crianças que frequentem o 1º ciclo.

 

2.3– “Stop é Cool”: programa que tem como objetivo promover o treino de competências escolares e sociais que permitam lidar de forma adequada com as exigências dos diferentes contextos da sua vida e destina-se a Famílias com jovens que frequentam o 2º e 3º ciclo.

 

3. Intervenções Terapêuticas

 

3.1 “Terapia Familiar” Pretende fortalecer famílias ao nível da sua interação/comunicação de forma a melhorar os padrões de interação e facilitar o cumprimento das suas funções enquanto sistema familiar e destina-se a famílias com problemáticas definidas no sistema familiar.

 

3.2 “Terapia de Casal” Tem como objetivo fortalecer o sistema conjugal, trabalhando a expressão de sentimentos e a negociação entre as finalidades individuais e conjugais e destina-se a famílias com problemáticas definidas no sistema conjugal.

 

3.3 “Treino de Competências Familiares” Pretende minimizar fatores perturbadores no sistema familiar e fortalecer as relações na família e comunidade e destina-se a famílias com problemáticas definidas no sistema familiar.

 

3.4 “MAIFI (Modelo de Avaliação e de Intervenção Familiar Integrada)” Avaliação para compreensão/definição do tipo de caso: deve contribuir para decidir pelo arquivamento da sinalização/denuncia ou seguimento para uma avaliação da segurança imediata da criança e/ou do tipo e foco das necessidades da família.

 

3.5 “MAIFI (Modelo de Avaliação e de Intervenção Familiar Integrada)” Avaliação do risco: pretende avaliar a probabilidade de ocorrência ou de recorrência de maus-tratos ou negligência futura.

 

3.6 “MAIFI (Modelo de Avaliação e de Intervenção Familiar Integrada)” Avaliação compreensiva: pretende compreender que sentido assume o maltrato/outra situação de perigo, bem como a manutenção do risco psicossocial, e em que medida a família é capaz de o ultrapassar.

 

3.7 “MAIFI (Modelo de Avaliação e de Intervenção Familiar Integrada)” Avaliação do potencial de mudança: avaliar a capacidade da família em promover dinâmicas familiares que potenciem o bem-estar e o desenvolvimento saudável da criança.

 

4. Ponto de Encontro Familiar

 

4.1 Concretizar e acompanhar visitas e convívios no âmbito de tutelar cível:

Visitas no interior do CAFAP com vigilância

Visitas no interior do CAFAP sem vigilância

Visitas com Saídas do Ponto de Encontro sem vigilância;

Ponto de passagem para entrega a mãe/pai/outro e regresso;

Seguimento e avaliação do regime de visitas;

 

4.2 Intervir e mediar situações de conflito conjugal e parental